terça-feira, 22 de julho de 2014

Não me prendo em redes 
selfies, chats, paredes,
 correntes, intrigas.

Passo pelas tramas,
Quando sinto que me chamas.

É lá fora a vida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário