quinta-feira, 15 de janeiro de 2015


PORQUE EU NÃO SOU CHARLIE

O psicanalista Contardo Caligaris acabou de escrever um artigo na Folha explicando porque também é Charlie nesse momento pós-apocalíptico em que está em jogo alguma coisa em torno de um conceito de  terrorismo e de liberdade. É claro que eu não sou a favor de ataques terroristas e que acredito que deva existir a liberdade na imprensa, mas não é porque vivo num país democrático que eu tenho o direito de falar qualquer bobagem para o meu vizinho. Até quanto o ser humano suporta? Não vou ficar por aí anunciando Je suis Charlie apenas para não perder o trem da história. Aliás, no ponto, estamos todos Esperando Godot. Eu não pego esse trem não. Isso é apenas um lado da história. E o massacre de Jenin? e a invasão dos judeus nas terras dos palestinos? e o assassinato de Osama? e a busca ocidental por armas químicas que trucida a população civil no oriente? Eu não sou Charlie. Aliás, je suis Amarildo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário