terça-feira, 2 de junho de 2015


secretamente recolho
 as flores do dia
 nas alamedas da memória


Nenhum comentário:

Postar um comentário