sexta-feira, 23 de setembro de 2016



Educação não se muda por decreto

Aliás, como mudar a educação sem rever os salários achatados dos profissionais do ensino, sem rever a capacitação dos professores, sem investir na infra-estrutura das escolas?Foto
Entre fascínio e fascismo
entre dicionário e dinossauro
entre melenas e verbenas
entre sucesso e suicídio
o verbo salta, se faz carne e sangra

sábado, 3 de setembro de 2016



No blog da Alexandra, essa confissão é um caleidoscópio.

Resultado de imagem para caleidoscópio


Sou aquariana, com ascendente em peixes e lua em aquário. Não caibo em padrões. Não me adapto as regras. Não me curvo. Meu cais – e meu caos – é, desde os 16 anos, o teatro. Sou artista por condição, por condução, por sobrevivência e por sanidade. No teatro jogo nas onze: atuo, produzo, escrevo, ilumino, varro, dirijo... Das coisas que já fiz destaco minhas duas obras-filhas: Aisha e Acauã. Minha vida e minha águia. Amo e sou amada. Meu menino lobo, ou meu lobo menino, meu companheiro, meu parceiro, meu homem, meu amigo. São eles – o teatro, o Lu, a Aisha e o Acauã – que dão sentido a minha loucura. Me lançam e me içam, me inflam e me trazem de volta. Ser mãe é um dos papéis mais difíceis que exerço. E, é também, onde aprendo mais. E agora sou avó, arcanjo Miguel. Chegou de espada em punho, com um sorriso doce, olhos ávidos e lindas bochechas! Tenho muitos amigos. E tenho a Sheila... shei lá! Kiev, 1917. Amor de muito tempo. Tudo o quê eu faço e vivo me faz ser quem eu sou. E assim vou sendo “esta ou aquela, pouco me importa”, mas totalmente eu.

                                Respondo:

"Mas tudo bem
O dia vai nascer
Pra gente se inventar de novo..."

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Meu time perdeu e foi desclassificado, mas foi o que jogou melhor nos últimos campeonatos. Dentre todos, fez história. Além disso, penso que o juiz roubou em favor do adversário. Continuo torcendo.
Resultado de imagem para juiz apitando fim de jogo clipart